English - Español - русский
 
 
Primordial Gnosis



BAIXAR
Versão ePub eBook para eReaders.
BAIXAR ePub

 

BAIXAR
Versão PDF pronta para ler e imprimir.
BAIXAR PDF
BAIXAR PDF

 

Livro

Direitos de autor e ISBN
Diagrama
1. A Gnose Primordial
2. A Matéria é má
3. O tempo é mau
4. O deus criador
5. A criação do mundo
6. A criação do homem
7. O Deus Incognoscível
8. Corpo, alma e Espírito
9. Três tipos de Homens
10. Satanás, opressor
11. Lúcifer, libertador
12. A Serpente da Salvação
13. Caín, o Imortal
14. Os planos do deus criador
15. Morte e reencarnação
16. Manvantaras e pralayas
17. A Grande Conspiração
18. Luz e escuridão
19. As lojas branca e negra
20. Rebeldia e oposição
21. A Iniciação Gnóstica
22. A libertação verdadeira do Espírito

Clique em cada capítulo para acessar o conteúdo.

 

11. LÚCIFER, LIBERTADOR

Segundo os mitos Gnósticos, Lúcifer é o Enviado do Deus Incognoscível. Havíamos dito que este Deus, o maior, inalcançável e incognoscível, não pode penetrar neste universo limitado de matéria impura e satânica. Mas pode enviar alguém, Lúcifer, segundo estes mitos. Somente com um supremo sacrifício pode um ser de fogo anti-matéria, imensamente Espiritual, puro, penetrar no terreno infernal deste universo. Segundo as lendas e mitos Gnósticos, o grande Deus Incognoscível enviou Lúcifer, anjo de fogo e luz inefáveis, para iluminar os homens, para ajudá-los a despertar e a conhecer sua verdadeira origem, a origem de seu Espírito, perversamente aprisionado nessa matéria impura chamada corpo-alma. É um ser não-criado, que veio ao mundo criado para trazer a Luz: a Gnose libertadora. O conhecimento salvador capaz de despertar os homens e ajudá-los a libertar seus Espíritos cativos. O conhecimento apropriado para que o homem possa conhecer o que é, conhecer a si mesmo, porque está aqui neste mundo e o que deve fazer para libertar-se e se fazer Espírito, que pertence a outro plano, não-criado e incognoscível.

Lúcifer veio ao mundo para despertar o homem, dissemos, para ajudá-lo a recordar sua origem divina, a origem divina de seu Espírito, para ajudá-lo a libertar-se do corpo-alma que o aprisiona e a libertar-se do tempo e da matéria criados.

Afirmam os Gnósticos que o mito bíblico da criação pode ser interpretado da seguinte maneira: o satanás criador do mundo aprisionou Adão e Eva em seu mundo de miséria e Lúcifer, tomando forma de uma serpente, os ofereceu o fruto proibido da Gnose salvadora e lhes demonstrou que o criador os enganava. Efetivamente, o criador havia dito ao homem: “...da árvore do conhecimento do bem e do mal, não comerás, porque no dia que dela comeres, certamente morrerás.” Por sua vez, disse a Serpente: “Morrer, não morrerás; o motivo da proibição é que Deus sabe que no dia em que comerdes dela, vossos olhos se abrirão e sereis como Deus, conhecedores do bem e do mal.” Continua a bíblia: “E se abriram os olhos de ambos.” Não diz “morreram ambos”, diz “se abriram os olhos de ambos”, tal como o havia anunciado a Serpente. Mais adiante, disse o criador: “Eis aqui que o homem veio a ser como Nós, conhecedores do bem e do mal.” O criador mentiu, disse que o homem morreria se comesse do fruto e o homem não morreu. A Serpente disse a verdade. O criador mesmo termina dando-lhe razão. Precisamente, os Gnósticos adjetivam o demiurgo com as características de mentiroso, além de plagiador. Para eles, a criação inteira é uma tentativa falida do demiurgo de imitar o mundo incognoscível. Assim mesmo, afirmar que a bíblia é um plágio completo, baseados em escritos anteriores da Babilônia e do Egito, principalmente.

Esta Serpente Lúcifer é o libertador do homem e do mundo, segundo a Gnose. É a sabedoria libertadora que desperta e salva o homem. Com certeza este Enviado do Deus Incognoscível, Lúcifer, é um opositor e um inimigo do criador do mundo.

Segundo os Gnósticos, o criador quer manter cativo o homem nesta esfera limitada, inferior e impura. Também proibiu ao homem contatar-se com o mundo superior, representado pelo mito bíblico pelo fruto da árvore da ciência do bem e do mal. Porém Lúcifer, o Anjo da Luz, que com grande sacrifício desceu a este inferno satânico para dar ao homens o fruto proibido da Gnose, lhes abriu os olhos para que recordem sua origem divina e a superioridade em relação ao criador. Antes da chegada da Serpente ao paraíso, afirmam os Gnósticos, o homem se encontrava em um estado de desconhecimento e de cegueira com respeito a sua verdadeira situação. Sustentam que Adão e Eva se encontravam num estado de servidão, até que a Serpente Lúcifer lhes abriu os olhos, dando-lhes a comer o fruto do conhecimento, que lhes fez recordar sua origem divina e perceber a situação em que se encontravam.

Com certeza, o criador expulsou Adão e Eva desse paraíso onde lhes havia colocado, pois ele queria que os homens refletissem a ele, que fossem a imagem e semelhança dele, que cumprissem seus preceitos para parecer-se a ele e não ao Incognoscível. Ele deseja que o Espírito permaneça adormecido para aproveitar sua energia e nada mais, impedindo que esse Espírito possa manifestar-se no homem e no mundo.

Lúcifer, libertador do homem e do mundo, foi chamado também de Abaddon, o Exterminador. Mas... Exterminador de quê? Exterminador da matéria, porque lhe incomoda este mundo de matéria e tempo. Comportar-se-ia como uma força anti-matéria hostil, de uma grande agressividade, porque odeia tudo o que é criado, como também lhe incomoda os corpos e as almas dos homens, pois pertence ao plano não-criado do incognoscível. É exterminador, porém exterminador da matéria, exterminador do impuro. Tal é a lenda Gnóstica de Lúcifer.

Agora podemos descrever que entidades não-criadas se encontram dentro deste mundo criado.

Primeiro, Deus Incognoscível, que não está neste mundo, mas pode infiltrar uma pequena partícula Dele, um Enviado. Este Enviado também é não-criado, não foi criado pelo deus criador.

Segundo, os Espíritos aprisionados dos homens, os quais pertencem também ao mundo incognoscível do não-criado e eterno. Segundo a Gnose, todo ser vivo tem encadeado a sua alma um elemento Espiritual não-criado: o Espírito. O Espírito encarcerado no homem é totalmente superior ao dos animais, plantas e outros seres vivos. É tão grande a diferença entre o homem e os demais seres vivos, como são diferentes os Espíritos que se encontram aprisionados em seu interior. Os Espíritos dos seres humanos são de uma elevadíssimo categoria Espiritual.

Terceiro, outro ente não-criado, inserido neste plano de criação, é o conhecimento salvador e divino da Gnose. Conhecimento que veio de fora, que não foi elaborado dentro desse mundo.

> Continue lendo o próximo capítulo: A Serpente da Salvação

 
 


Gnose Primordial: A Religiao Proibida © 2014 by José María Herrou Aragón.